quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Eleição da nova diretoria do Santo Ângelo é transferida novamente, para o mês de outubro

Assembleia: Paulo Ferreira, Lunardi, Neiva, Beto e João Luis coordenaram os trabalhos da reunião
A eleição da nova diretoria do Santo Ângelo, que deveria ocorrer na noite de segunda-feira, em assembleia realizada no refeitório do estádio Raul Oliveira, foi novamente transferida para a segunda quinzena de outubro, em data ainda a ser definida. No encontro não foi apresentada nenhuma chapa aos cargos eletivos. 
A reunião contou com as presenças do atual presidente do clube, Carlos Luiz Lunardi, primeira vice-presidente, Neiva Smidt, terceiro vice, Beto Paluchowski, diretor de Relações Públicas (RP), João Luis Reis, diretor de Marketing, Paulo Ferreira, conselheiros e associados da entidade esportiva. 
 

Beto Paluchowski esclarece que caso não seja apresentada chapa para diretoria até a segunda quinzena de outubro, será discutida com o Conselho Deliberativo a possibilidade de formação de um colegiado que poderá ser formado com dez a 30 dirigentes, conselheiros e até mesmo associados. 

- A assembleia permanece aberta, resume. 

Um dos prováveis candidatos à presidência do Santo Ângelo e que estava sendo cogitado nos bastidores da agremiação era o conselheiro Noeri Moraes de Menezes, conhecido popularmente por "Facada". Contudo, ele recuou e preferiu não apresentar chapa. 


Durante a assembleia também foi cogitada a possibilidade da atual diretoria ter condições de ter o mandato prorrogado por mais dois anos. Conforme informações de alguns conselheiros, não existe um limite de período de gestão, não impedindo que Lunardi seja reconduzido a partir de 15 de outubro. O mandato de Lunardi se encerra naquele mês, conforme rege o estatuto do clube.


O QUE DIZ O ESTATUTO
"Se não aparecer uma chapa até outubro, vamos analisar a possibilidade de prorrogação de mandato da atual diretoria e encaminhar a decisão para apreciação do Conselho Deliberativo mediante uma consulta jurídica. Mas Lunardi não poderá ser reeleito ao cargo de presidente e sim apenas outros integrantes", acrescenta Paulo Ferreira. 

A Tribuna RS
O artigo 36 do estatuto do Santo Ângelo diz que após um mandato de dois anos, a diretoria tem o direito de reeleição, podendo ainda haver a prorrogação por mais 24 meses por motivo de força maior.


Já Lunardi, que exerce o seu segundo mandato à frente do clube missioneiro e não pode concorrer à reeleição, diz que a proposta da direção é disputar a Divisão de Acesso em 2013. Caso contrário, "seremos punidos e participaremos da Terceira Divisão do campeonato gaúcho no próximo ano", alerta.



Nenhum comentário:

Postar um comentário