quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Direção do Passo Fundo explica motivos da desistência da Copa Hélio Dourado

Equipe só volta a campo na Série A do ano que vem 
A opção em desistir da Copa Hélio Dourado pegou de surpresa torcedores e jogadores do Esporte Clube Passo Fundo. Com calma e tranqüilidade nas palavras, o presidente do Tricolor, Selvino Ferrão, explicou os motivos que levaram a não participação na chamada Copinha. Contudo, tal medida surpreendeu a muitos atletas que até projetavam seguir vestindo a camisa do time.

Há, pelo menos, dois fatores predominantes na escolha da direção: a proximidade com a então estréia na Copinha e a necessidade de reparar o Estádio Vermelhão da Serra para a Série A do ano que vem. Conforme Ferrão:


- Nós vínhamos jogando a vida e não podíamos parar tudo para definir novos contratos com os jogadores, pois os contratos em vigência encerravam ontem, dia 31. Aí que nossa estréia na Copinha estava marcada para o próximo dia 8. E, contando alguns jogadores que já tínhamos sob contrato mais longo, contabilizamos apenas oito nomes no nosso plantel. Para entrar em campo, precisaríamos adequar novos salários e novos contratos, só que tem jogadores já apalavrados com times de Santa Catarina e da Segundona, que vão receber o dobro do que receberiam aqui.

A decisão de não participar da Copinha não deve significar que o time fique mais fraco para a Série A do ano que vem. O próprio Selvino Ferrão explica:


- Nós já estamos recontratando alguns nomes que consideramos fundamentais e vamos manter o técnico Ricardo Attolini. Inclusive, já estabelecemos a data para apresentação, que é dia 3 de novembro. Até lá, os jogadores poderão ter atuado no futebol catarinense e vão voltar tranquilamente, diz.

Ainda, todo o plantel já teve o salário e o prêmio (de R$4,6mil) quitado:


- Duvido outro clube que já tenha feito isso, desafia Ferrão.  

A outra questão é referente ao Vermelhão da Serra. O mandatário tricolor expõe que o clube tem um prazo até o dia 15 de outubro para ceder o campo a outros eventos – inclusive jogos do Sport Club Gaúcho. Após esta data, todo o gramado será refeito.


- Vai vir uma máquina especial da Federação, que reformará o gramado. Também precisamos reformar os vestiários. Garantimos tudo o que já está acordado até o dia 15 de outubro, incluindo os jogos do Gaúcho, friza.

 Jogadores insatisfeitos
Mesmo com as explicações da direção, muitos jogadores expuseram o sentimento de insatisfação com a desistência da Copinha.


- Chegaram a falar que pedimos demais, mas nem nos ofereceram um contrato, desabafa o lateral Barão, que acertou sua transferência para o Guarany, de Bagé, onde disputará a Segunda Divisão.

Outro que demonstrou descontentamento foi o centroavante Sandro Sotilli. Em seu twitter, ainda na segunda-feira, o goleador da equipe classificou a decisão como “vergonha”. Sotilli tinha uma proposta do Pelotas, mas esperava ao menos negociar a permanência no EC Passo Fundo. De acordo com Selvino Ferrão:


- Estamos conversando com os nossos jogadores e com quem aqui esteve. Conversei com ele nesta terça e vamos falar hoje com o Sotilli, ele está mais calmo, finalizou.

Diário da Manhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário