quarta-feira, 11 de julho de 2012

Xavante enfrenta a falta de recursos e confirma lista de dispensas

Presidente reuniu atletas e conversou sobre os compromissos atrasados
O ano já não anda lá essas coisas para o Xavante em termos de futebol, depois das inúmeras dificuldades na disputa da Série A2 do Campeonato Gaúcho que culminou com a desclassificação antes da fase final. Agora, após a confirmação do rebaixamento da Série C para a Série D do Campeonato Brasileiro - água fria na torcida - o presidente Ricardo Fonseca atravessa a primeira crise financeira da temporada, quando ocorreu a primeira tensão e preocupação do administrador.    

- Todos sabem que as dificuldades da região são constantes no futebol. Mas do mês de maio para cá, não posso esconder que passamos por dificuldades sim, inclusive, com a falta de recursos para pagar compromissos, diz.  

Ricardinho conta com alguns apoiadores e empresários que anunciam em placas no estádio, mais dois mil sócios em dia - média de R$ 30,00 mês, e as rendas de jogos - fracas atualmente - para poder cumprir com os R$ 300 mil mês, com responsabilidades do futebol. No final de semana passado, o presidente reuniu os atletas, antes do jogo contra o Metropolitano, e deixou tudo claro com referência aos compromissos atrasados.


- Eu não tinha como deixar juntar dois meses de salários atrasados. Desta vez, conseguimos reunir alguns parceiros e aliviar o sufoco. Assim, deixamos 80% do mês de maio em dia, revelou aliviado o presidente.  

Ricardinho disse ainda que pela primeira vez em toda história de clube teve que puxar o saldo da conta para deixar os atletas e parte dos funcionários com somente uma parte dos salários atrasados. Ele pediu o apoio dos xavantes, renova a expectativa que o time melhore mais ainda na Série D, para melhorar o público que não passa de 2 mil a 2,5 mil torcedores em campo nas primeiras partidas e confirma que a lista das dispensas terá que ocorrer.

Ezquerra pode ir 
O volante uruguaio Leandro Ezquerra, apresentado como a solução do ano para as jogadas de criação e armação do meio campo para frente, pediu na terça-feira (10) para deixar o Bento Freitas. O atleta não vem sendo aproveitado pelo treinador Rogério Zimmermann, não pega lista de jogo e nem banco, assim disse que pretende voltar para o Uruguai. O atleta deixou claro que nada tem a ver com os problemas de salários atrasados na Baixada. Para alguns, Ezquerra seria o craque que há muitos anos não se via no Xavante. A direção de futebol deverá resolver a situação de nove profissionais que devem deixar o Bento Freitas até o meio deste mês.  

Apresentação 
Foi apresentado na terça à tarde no estádio Bento Freitas, o volante Moisés. Vindo do Juventude, o atleta já trabalhou com Rogério Zimmermann no Canoas no primeiro semestre, durante o Campeonato Gaúcho 2012. Moisés Francisco Dallazen tem 21 anos e é natural de Aratiba/RS. Começou nas categorias de base do alviverde da Serra, e neste ano foi emprestado ao Canoas. O atleta atua tanto como volante de armação, como também na lateral ou ala direita. Depois de Washington, Gustavo Papa e Márcio Jonatan, Moisés é o quarto reforço do Brasil para disputa do Campeonato Brasileiro da Série D.

Sérgio Cabral - Jornal Diário Popular

1 comentários:

  1. Torcedor ex-sócio11 de julho de 2012 23:01

    Por mais ou menos 3 anos os erros são os mesmo e esse presidente conseguiu repetir os mesmos erros.. isso que quando ele assumiu falou bem alto que não iria cometer os mesmos erros que as outras direções... Parabéns Ricardinho.. tu conseguiu correr os que restava de sócios.. Tu não é capaz de cuidar do teu restaurante e te achas capaz de administrar o Xavante..

    ResponderExcluir