quinta-feira, 28 de junho de 2012

Passo Fundo vence o São Paulo e garante vaga no Quadrangular Final

Time do EC Passo Fundo que obteve a classificação
Para a história. Este é o destino do jogo de ontem à noite, em que o EC Passo Fundo venceu o São Paulo, de Rio Grande, por 2x1 e passou para a fase final da Divisão de Acesso. Diante de um público como há muito não se via no Vermelhão da Serra (cerca de oito mil expectadores), o Tricolor mostrou força e, mesmo saindo em desvantagem, buscou o resultado. Guto, de pênalti, e Diego, em uma cabeçada, marcáramos gols da virada.

O que não podia acontecer, no início, aconteceu: gol do São Paulo. Em um lance infeliz pelo lado esquerdo, logo a 1min8seg, Diego perdeu a bola para Rafael Refatti. O centroavante tabelou com Maicon Sapucaia, recebeu na área e tocou por cima de Souza. O gol emudeceu o Vermelhão da Serra. Aí, na condição de dono da casa, não restava outra opção a não ser ir para cima. E foi o que o EC Passo Fundo fez. Tanto é que dominou os primeiros 45 minutos, sobretudo, alçando bola na área. Em um dos cruzamentos, aos 21min, o goleiro William deu rebote e Fabiano Diniz chutou por cima. Dois minutos depois, o arqueiro rio-grandino apareceu bem em chute de Marcus. Nos demais lances, a boa zaga do São Paulo anulou Sandro Sotilli e Guto. No finalzinho, o Tricolor ainda partiu para o “abafa” e Fabiano Diniz cabeceou para fora.

 Na volta para o segundo tempo, o quadro não mudou: pressão do EC Passo Fundo. Guto, aos 2min, chutou por cima. E chegou aos empate antes dos 10 minutos. Quando eram jogados 8min, o árbitro Francisco Netto marcou pênalti de Rodrigo em Sottili, expulsando o volante do São Paulo. Após uma confusão que paralisou a partida, Guto cobrou com categoria, tirando o goleiro William da jogada: 1x1 e muita festa nas arquibancadas. Empolgado, o Tricolor manteve-se no ataque e a virada veio aos 17min. Em um escanteio batido por Diego Miranda, Diego subiu alto e testou para o 2x1. Aí, a emoção foi enorme. Só que, como todo jogo decisivo, não poderia faltar o drama, que aumentou com a expulsão de Barão. No final, mesmo com cinco minutos de acréscimos, a vitória foi do Esporte Clube Passo Fundo.

Depois do apito final, a festa tomou conta do campo e das arquibancadas.


- Estamos entre os quatro, tudo pode acontecer. A torcida foi maravilhosa e mostramos que temos uma equipe forte disse Barão.

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto, assistiu ao jogo das tribunas.
- Tivemos um belo público, com duas potências do Interior, resumiu.

 Os classificados O quadrangular final vai colocar frente a frente EC Passo Fundo, Guarany (Camaquã), Esportivo (Bento Gonçalves) e União (Frederico Westphalen). As duas melhores equipes passam para a Série A de 2013.

EC Passo Fundo 2x1 São Paulo-RG
Passo Fundo: Souza; Barão, Mario, Glauber e Diego; Marcus, Gil, Fabiano Diniz (Sertãozinho) e Diego Miranda (Da Silva); Guto (Fininho) e Sandro Sotilli. Técnico: Ricardo Attolini.

 São Paulo: William; Mateus (Juliano), Teda e Cirilo; Alex, Rodrigo, Maicon Sapucaia (Gian) e Maciel; Anderson; Rafael Refatti e Robert. Técnico: Rudi Machado. Arbitragem: Francisco Netto, auxiliado por Cristiano Henns e Rafael Alves.

Kleiton Vasconcellos - Diário da Manhã

Nenhum comentário:

Postar um comentário