sexta-feira, 29 de junho de 2012

Dilson Siqueira é o novo presidente do Riograndense

 Dilson Siqueira assume o comando do Riograndense até as novas eleições.
Em uma reunião com mais de três horas de duração que encerrou por volta das 22h40min desta quarta feira no Estádio dos Eucaliptos, o até então presidente do clube, Julio Cesar Ausani, entregou a todos os presentes na assembleia uma carta de renuncia. Como manda o estatuto do Riograndense, o vice-presidente de futebol Dilson Siqueira, assume até as próximas eleições presidenciais. Estas eleições que seriam no final de 2012, foram antecipadas para o dia nove do próximo mês.  

Além de colocar o cargo à disposição como já era esperado desde o inicio da semana, Julio Cesar Ausani prestou contas aos membros do Conselho Deliberativo do Periquito sobre os gastos na temporada atual. O motivo da saída antes do fim do mandato segundo Ausani foi o desgaste sofrido nesses dezoito meses a frente do Riograndense.


 - Apresentei minha carta de renuncia por entender que a minha missão no clube estava encerrada, por entender que havia a necessidade de uma oxigenação. Estou extremamente cansado e desgastado. Não tenho mais condições pessoais, familiares e profissionais de continuar. Saio tranquilo, sabendo que aquilo que foi feito no clube nos últimos tempos por várias diretorias vai continuar sendo feito e o clube sai unido mesmo em um momento de dificuldades. – Afirma o ex-presidente, que nesta quinta feira realiza uma cirurgia e nos próximos dias tem compromissos profissionais no Rio de Janeiro e também São Paulo.

Com a saída de Julio Cesar Ausani, o vice-presidente do clube, DIlson Siqueira, volta ao posto de mandatário  como em 2010. Naquele ano, Dilson assumiu o cargo com a renuncia do então presidente Saul Fin, também antes do fim do mandato. Embora tenha experiência e forte influência no Riograndense, as palavras de Dilson indicam que ele só ficará no comando do clube até as eleições e não será candidato.


- Foi uma reunião proveitosa e com muitos debates. Fiquei de presidente para ajudar o clube neste final de caminhada. O clube está fechado e é um pouco difícil de a gente administrar, mas fico aí até o dia nove. Dia nove terá eleição e um novo presidente que vai levar o Periquito rumo a 2013. É lógico que estamos aí sempre para auxiliar, sempre fazendo parte, sempre trabalhando e ajudando Periquito. – Diz Dilson Siqueira, o presidente esmeraldino neste período de transição.

Nos próximos dias o clube lança o edital para a eleição. Além de nomear o novo presidente e vice-presidente do Periquito, o pleito esmeraldino também vai apontar o novo presidente e vice-presidente do conselho deliberativo.  Na reunião de ontem a noite outro tema abordado além das eleições e dos salários pendentes de alguns jogadores, foi sobre a participação do Riograndense na Copa FGF Hélio Dourado. Segundo Dilson, todos os conselheiros manifestaram o interesse de participar da competição.

Bruno Tech - Esporte SUL

Nenhum comentário:

Postar um comentário