quinta-feira, 31 de maio de 2012

Fim da novela: Oscar é do Internacional

Oscar fica definitivamente no Beira-Rio após pagamento de multa ao SP
 Dos R$ 15 milhões que entrarão nos cofres do Oscar, somente R$ 4,5 milhões virão do bolso do Internacional. O clube pagará somente 30% da multa exigida pelo São Paulo em contrato para que a liberação do jogador ocorresse de forma definitiva e irreversível.

Pelo fato do Inter ter gasto 3 milhões de euros para comprar 40% dos direitos econômicos do jogador, mesmo com pagamento de um valor reduzido da multa para os paulistas, os colorados mantém 50% dos direitos sobre o camisa 16 intactos, com o restante sendo dividido entre o seu empresário e investidores, um deles é o banco BMG.

Relembre o caso: 
Oscar era jogador do São Paulo até 2009. Neste ano ele entrou com um pedido de ruptura de contrato, pois alegou que ficou meses sem receber salários, coagido pela direção do clube a assinar um novo vínculo por mais três temporadas, quando tinha apenas 16 anos - o que a Fifa proíbe. Como ganhou em primeira instância, Oscar se tornou dono dos seus direitos federativos. Em 2010, após negociações frustradas entre o jogador e os são-paulinos para um acordo, o meia se transferiu para o Inter.

Somente em fevereiro deste ano, graças ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) o São Paulo conseguiu reverter essa decisão. No dia 21 de março, a Justiça ratificou que Oscar é jogador do clube paulista e que precisa se reapresentar. A CBF tratou de tirar o seu registro com o Inter e revalidar o com o São Paulo, devolvendo o jogador ao Morumbi. No dia 26 de abril, um “efeito suspensivo” dado pelo TST fez com que o meia voltasse a ser atleta colorado.

 Depois de se arrastar na Justiça, colorados e são-paulinos aceitaram a conciliação, com a multa de R$ 15 milhões sendo paga aos paulistas, onde 30% deste valor saiu dos cofres do Beira-Rio. O restante foi pago pelo empresário e um investidor do meia.

Augusto Turcato - 433 Esp

Nenhum comentário:

Postar um comentário